•  
     

Xbox One: Microsoft esclarece regras de privacidade do Kinect.

O Xbox One exige o uso do Kinect e seus sistemas de detecção de pessoas na sala para ser usado pelo jogador. Mas acima de novidades como o controle por voz e reconhecimento facial, estão as preocupações dos usuários com sua privacidade. As dúvidas motivaram a Microsoft a liberar um documento deixando claras quais são suas políticas em relação ao assunto.

Imagem

Para começar, a empresa garante que não é possível que agências de segurança e órgãos governamentais utilizem as capacidades do Kinect para espionagem. De forma a afastar a paranoia diante das acusações enfrentadas pelo governo americano, a Microsoft explicou detalhadamente como a câmera do periférico identifica quem está diante do console e porque isso não pode ser usado contra os jogadores.

De acordo com a companhia, o Kinect reconhece seus usuários por meio da posição dos olhos, boca, nariz e outros elementos do rosto. Essas características são transformadas em um número único que identifica o jogador no sistema. De acordo com a Microsoft, o processo não tem volta e não é possível recalcular o valor para obter uma representação da face dos jogadores.

Além disso, nenhum dos dados obtidos pelo Kinect é enviado aos servidores da Microsoft ou de terceiros, permanecendo apenas localmente, no Xbox One de cada usuário. A empresa lembra ainda que, apesar da necessidade do periférico estar sempre conectado, ele pode ser desligado e o jogador tem controle total sobre o que é coletado pelo acessório.


Kibei da NT, me processem XDD
 
Que novidade sensacional. Microsoft me surpriendeu!
 
até quem fim a microsft fez 1 coisa que preste no Xbox one
regras de Privacidade Do Kinect Boa .