•  
     

Windows 1.0 era apresentado há 30 anos por Bill Gates



No último domingo (10), foi a vez de um dos produtos mais revolucionários da história da computação soprar as velinhas. Ontem foi o aniversário oficial do Windows 1.0, data considerada pela própria Microsoft como a do nascimento do sistema operacional, apresentado ao mundo neste dia pela primeira vez por um ainda jovem e desconhecido Bill Gates. A revelação ocorreu no salão de eventos de um hotel de luxo em Nova York, o Helmsley Palace, algo parecido com o que acontece atualmente.

As vendas do Windows 1.0 só começaram dois anos depois, em novembro de 1985, por US$ 99. A mudança do sistema operacional para os antigos comandos em DOS foi considerada uma revolução, especialmente pelo uso do mouse para controlar um cursor e a possibilidade de abrir programas em janelas que faziam parte de uma interface gráfica. O nome inicial do produto até foi "Interface Manager", mas a substituição pelo termo mais popular foi natural e ocorreu ainda antes das vendas.

Na época, vários críticos caracterizaram o anúncio como um "vaporware", termo usado para identificar um ambicioso software anunciado com muita antecedência, mas que não chega a ser plenamente desenvolvido. Para rodar a novidade, era necessário ter um computador com 256 KB de memória, duas unidades de disquete de dupla face e uma placa de adaptador gráfico (especificações técnicas abaixo do que era recomendado para o DOS 3.0).

E não há maneira melhor de comemorar esse aniversário: o vídeo que você confere acima é o comercial de lançamento do produto, com direito a uma apresentação acalorada de Steve Ballmer, que se tornaria CEO (e agora já está até com a aposentadoria marcada).


#FONTE