•  
     

Satya Nadella é o novo CEO da Microsoft

3904992144123650-t640.jpg


Depois de uma grande quantidade de nomes sendo cogitados, a Microsoft finalmente anunciou quem é o novo CEO que vai liderar a empresa de Redmond pelos próximos anos. Confirmando os rumores desta semana, o nome anunciado foi mesmo o do indiano Satya Nadella — que nos últimos anos dedicou-se à vice-presidência executiva do Grupo de Computação em Nuvens da Microsoft.

Nadella deve levar sua experiência em computação em nuvens para que a Microsoft consiga enfrentar os desafios que estão para surgir nos próximos anos — principalmente os ligados à integração entre diferentes aparelhos em um mesmo ecossistema. Para isso, ele não deve deixar de lado o caráter de inovações que a Microsoft vem apresentando desde os primeiros anos.

Vale lembrar que ele já está na Microsoft desde 1992, tendo desempenhado papéis bem importantes nas divisões do Bing e Office durante vários anos. Segundo o documento oficial da Microsoft, Nadella vai assumir o cargo imediatamente, liberando o agora ex-CEO Steve Ballmer de suas atividades. O novo CEO disse: “A Microsoft é uma das únicas empresas que realmente revolucionou o mundo com a tecnologia e eu não poderia estar mais honrado!”.


49939412549-t640.jpg


“Nesse período de transformação, não há pessoa melhor para liderar a Microsoft do que Satya Nadella”, revelou o cofundador Bill Gates. Ele ainda afirma que “a visão de Nadella de como a tecnologia pode ser usada e experimentada ao redor do mundo é exatamente o que a Microsoft precisa como uma companhia que entra em um novo capítulo de inovação e crescimento”.

A Volta de Bill Gates

Um dos fundadores da Microsoft também está mudando de posto na empresa. Depois de anos como chairman, Bill Gates agora será o assessor de tecnologia — e não o diretor de produtos, como havia sendo cogitado. Estima-se que ele vá passar mais tempo trabalhando em Redmond para que possa auxiliar Nadella em seus primeiros passos na liderança. Para o cargo de Chairman, a Microsoft promoveu John Thompson, que era o líder independente da mesa diretiva da empresa.

Fonte
Não tem Permissão para ver os ficheiros anexados nesta mensagem.