•  
     

RPG on-line 'Neverwinter' chega em dezembro ao Brasil em português

Empresa começará a fazer testes fechados no país no próximo mês.
Jogo é gratuito, mas usuários podem comprar acessórios para heróis.


Imagem


O Brasil receberá um RPG on-line com suporte para diversos jogadores (MMORPG na sigla em inglês) de peso a partir de dezembro. "Neverwinter", baseado no universo de "Dungeons and Dragos", será lançado no país traduzido para o português e será "free-to-play", ou seja, o gamer não paga nada para jogar.
Em dezembro começam testes do game de PC desenvolvido pela Cryptic, de MMOs como "City of Heroes" e "Star Trek Online", que terá textos e diálogos legendados para o português. O jogo não será dublado. O destaque do título está na qualidade visual acima da média para jogos do gênero e para os combates mais intensos e repletos de magias e habilidades dos personagens criados pelos jogadores.

O MMO lançado na América do Norte e em alguns países da Europa tem mais de 2 milhões de usuários. Além do Brasil, a Rússia receberá o game em dezembro. China e Japão terão o título apenas em 2014.
O desafio da Cryptic, empresa que desenvolve o game, foi traduzir e adaptar termos do game em inglês para o português falado no Brasil. "Em outros países, traduzíamos palavras usadas nos menus e nos golpes e tudo encaixava bem. No Brasil, algumas palavras em português são maiores e tivemos que realizar algumas adaptações em botões dos menus do jogo, por exemplo", explica Andy Velasquez, produtor-chefe de "Neverwinter", ao G1. "Tivemos que fazer botões muito maiores, e isso mostra nosso esforço para tornar o game acessível para todos os gamers brasileiros."


Imagem


Segundo o produtor, brasileiros foram contratados para realizar a tradução de todo o conteúdo massivo do jogo on-line. "Além de entender o idioma, o tradutor precisava conhecer o universo 'Dungeons & Dragons' para que termos muito específicos fossem traduzidos da forma correta, fazendo sentido para quem já conhece a franquia". Outro problema encontrado pelo desenvolvedor foi a grande quantidade de conteúdo já disponível para "Neverwinter" em inglês que teve que ser localizado.
Velasquez diz que um dos motivos pelos quais o game chega ao Brasil é por conta do crescimento do mercado de games no país, principalmente na área de games on-line gratuitos para se jogar. "Viemos para ficar. Tomamos cuidado para ter um investimento em longo prazo".


Imagem


Em "Neverwinter", o jogador cria seu personagem e entra no mundo virtual do game para uma série de missões ao lado de outros jogadores. Não é necessário gastar dinheiro para conseguir novas armas e habilidades. Segundo o produtor, tudo é conquistado durante o game. "A única coisa que o jogador podem investir são em montarias e em outras adições cosméticas, que mudam a aparência do personagem e que não dão vantagem aos jogadores".

A Perfetct World, produtora e publicadora de "Neverwinter", contudo, pode ter problemas no Brasil. Assim como no lançamento de "League of Legends", game on-line da Riot Games que é o título maior sucesso do momento, os servidores de "Neverwinter" ficarão instalados nos Estados Unidos. Os brasileiros acessarão os mesmos mundos dos americanos e dos europeus.
O problema é que servidores distantes dos jogadores provocam lentidões e engasgos nas partidas. Os jogadores de "League of Legends" reclamaram dos problemas, o que fez com que a Riot trouxesse servidores para o Brasil.
Velasquez diz que não se preocupa com isso. "Nossos servidores são eficientes e, na Europa, não tivemos problemas com isso. Os servidores europeus estão nos EUA e não houve reclamações de lentidão ou de travamento". Entretanto, ele garante que, se houver problemas com jogadores brasileiros neste sentido, pode-se trazer servidores para o país.


Imagem


Fonte
 
hum... estou no aguardo Rs