•  
     

Robô Roomba "comete suicídio" na Áustria

Imagem


Quem já leu os livros da série “O Guia do Mochileiro das Galáxias” está mais do que acostumado com robôs depressivos, mas quando alguém compra um serzinho robótico Roomba para ajudar na limpeza de casa não pensa que isso pode estar tão perto da realidade. Calma, é claro que nós estamos exagerando um pouco ao assimilar emoções humanas ao aparelho, mas a história curiosa merece um pouco de atenção.

Em uma residência austríaca, um robozinho Roomba teria cometido o primeiro suicídio robótico da história. Pelo menos é isso o que afirmam os proprietários do aparelho, que chegaram em casa e perceberam que o pequeno faxineiro eletrônico havia posto fim à própria vida — ele nem ao menos deixou uma carta para se despedir. Parece uma história maluca? Pois ela fica ainda mais estranha.

Segundo os proprietários do robô, ele estava desligado sobre uma superfície que dava acesso direto ao fogão da cozinha. Quando não havia ninguém por perto, ocorreu uma ativação sem nenhuma programação. Logo em seguida o Roomba 760 foi até o fogão, ativou a chapa e aguardou o próprio derretimento em silêncio — um triste fim para um fiel zelador da limpeza doméstica.




É válido dizer que não há muitas informações sobre a história. Os proprietários apenas relataram o ocorrido, em resumo, para o TIME. Câmeras de segurança não eram instaladas na casa, por isso jamais saberemos se a história é realmente do jeito que foi contada. Será que os robôs estão começando a perceber o mundo e isso causaria depressão neles? Ou será que os donos apenas esqueceram o aparelho ligado e não se lembram? Nunca saberemos...



#FONTE