•  
     

Patente da Motorola lança ideia de microfone colado no pescoço

A Motorola registrou uma patente, nos Estados Unidos, que descreve um novo dispositivo na categoria de tecnologia vestível, nova tendência do mercado mobile, a exemplo do Google Glass e dos smartwatches. Ainda sem nome, o gadget seria implantado sobre a pele na região do pescoço, como um adesivo, e captaria as vibrações das cordas vocais para alimentar um microfone conectado via Bluetooth ou NFC com um celular.

Imagem

Na prática, bastaria colar o microfone no pescoço para começar a falar no celular, o que poderia ser prático, mas um pouco incômodo. Segundo os documentos da patente, no entanto, o uso do dispositivo sobre a pele traria benefícios especialmente para o cancelamento de ruídos, facilitando o uso do aparelho em diversos ambientes.

A nova tecnologia seria uma alternativa interessante para o uso de comandos de voz. O Moto X, recente lançamento da fabricante, tem como uma de suas principais vantagens o uso do telefone sem as mãos, ativado pelo comando "Ok, Google". Em locais públicos, ruídos podem prejudicar o funcionamento do recurso, além de confundir o aparelho se várias pessoas disserem a frase ao mesmo tempo.

Outro modo interessante de utilidade da tecnologia é com o próprio Google Glass, cujas funcionalidades são ativadas, em sua maioria, pela voz. Se imaginarmos que, no futuro, várias pessoas possam estar com os óculos inteligente em um mesmo ambiente, nada mais prudente do que garantir que o seu gadget só escutará a sua voz. Vale lembrar que a divisão de dispositivos móveis da Motorola, dona da patente, é de propriedade do Google.

É importante destacar que, mesmo os documentos sendo oficiais, não há garantia de que a Motorola vá lançar esse microfone algum dia, já que é comum a indústria registrar patentes para, por exemplo, impedir que os concorrentes ponham novas tecnologias no mercado.


#FONTE