•  
     

O cérebro dos lobos está bastante desenvolvido!

O cérebro dos lobos está bastante desenvolvido comparado com o resto dos animais, pelo que geralmente os tornam mais inteligentes. São animais predadores, pelo que o seu físico está adaptado para tal. Têm dentes fortes e afiados e poderosos músculos nas suas patas. O seu comprimento é de cerca de um metro a metro e vinte centímetros. A sua altura fica entre os 60 e os 70 centímetros. As fêmeas normalmente são um pouco menores do que os machos.

O uivo de um lobo pode ser ouvido a 10KM de distância.

Em 24 horas, um lobo cinzento pode percorrer 200KM enquanto vigia o seu território.

Um lobo pode comer até 9 kg de carne numa única refeição. Geralmente comem a totalidade da presa, incluindo pêlos e ossos.

O lobo aparece em muitas lendas como um mensageiro, um viajante de longa distância e um guia para qualquer um que esteja em busca do mundo espiritual.

A liderança, entre os lobos, se baseia em idade, força e experiência. Quem tem mais dessas características manda no resto do grupo.

Ele deixa de viver em família quando não tem alimento suficiente em uma região para todos os lobos que moram ali. Aí ele procura seu próprio caminho.

O lobo troca de pelos no verão e no inverno. No período mais frio, a pelagem é densa, com pelos compridos e fortes. No verão, os pelos são mais curtos e em menor quantidade. As mudanças de pelos, que acontecem gradualmente, acontecem em abril-maio e outubro-novembro.

Vivem cerca de 13 anos. Podem chegar a viver 16 anos em cativeiro.

Os lobos são muito territoriais. O tamanho médio do território de um rebanho de cerca de 200 quilômetros quadrados. O rebanho pode vir a andar 25 milhas por dia em seu território em busca de presas. O núcleo do território, também, será de cerca de 35 km², evitando as fronteiras, para não se encontrar com rebanhos vizinhos, que podem levar à violência.

A comunicação é de lobos uivando. Estes servem para marcar seu território contra outros lobos, um meio de evitar encontros com pacotes vizinhos.

Os lobos solitários não respondem aos uivos.

Quando um lobo é bravo , as orelhas são retas, e sua pele também, ao mostrar os dentes.

O olfato de um lobo, cerca de 100 vezes mais apurado que o nosso, permite que o animal fareje presas a até 5 quilômetros de distância.

A importância dos lobos;

Como são predadores, os lobos contribuem para um ambiente equilibrado e saudável, visto que preferem se alimentar de animais velhos ou doentes. Quando os lobos abandonam uma toca, deixam para trás seus pelos. Esses, são utilizados por diversas aves para construir seus ninhos e a toca vazia, é ocupada por outros animais, como porcos-espinhos, por exemplo.

Sem os lobos, a população de caribus e veados aumentaria e logo as pastagens não dariam conta de tantos animais, o que causaria desequilíbrios ecológicos. Além disso, o ser humano pode tomá-los como exemplo de muitas coisas. Pode parecer absurdo, mas o animal racional não consegue manter uma sociedade harmoniosa como fazem seus "irmãos", canídeos irracionais.


Bônus: A história do lobo El Rey.

A história da sua caçada tornou-se um épico do Faroeste. El Rey liderava uma pequena alcateia de, talvez, seis animais, fortes, saudáveis e ágeis. A sua alcateia matou bezerros em grande quantidade entre 1889 e 1894 e 250 ovelhas numa só noite, aparentemente por diversão (não foram devoradas). Foi abatido, junto com sua companheira Blanca, em troca de uma recompensa. Tinha 91 cm de altura e pesava 68 kg, sabia identificar armadilhas e não permitia à sua alcateia alimentar-se de animais mortos, que poderiam ter sido envenenados. O caçador – Ernest Thompson Seton – publicou um relato da aventura, The Story of Lobo, e uniu a pata de Lobo à sua assinatura.
 
Caramba, eles conseguem proteger um território de 200KM² oloco ! em quanto a gente não consegue nem proteger nossa minúscula casa ;D