•  
     

Motorola fala sobre tela personalizável e planos para smartphone de US$ 50

A Motorola parece ter planos bastante ousados para a sua nova linha de smartphones após os lançamentos do Moto X e Moto G, em 2013. Em entrevista ao site Trusted Reviews, o diretor executivo da empresa, Dennis Woodside, revelou que a fabricante estuda a possibilidade de lançar um aparelho a US$ 50 (cerca de R$ 117) e oferecer personalizações que vão até o tamanho da tela.

Imagem

Dispositivo mais barato que o Moto G

Ao falar sobre os preços dos produtos da Motorola, Denis Woodside destacou que os US$ 179 (R$ 420) cobrados pelo Moto G nos Estados Unidos estão muito caro para a realidade de alguns países no mundo. “[...] Por que os dispositivos não podem custar US$ 50? Não há razão para que isso não possa ocorrer, então, estamos correndo atrás”, disse o executivo.

Caso se torne realidade, o smartphone com preço baixo da Motorola poderia ter foco em mercados emergentes, como o Brasil e a Índia, e chegar por um preço muito abaixo do Moto G. Para se ter uma ideia, enquanto o Moto G é vendido por aqui pelo preço sugerido de R$ 649, é provável que um novo dispositivo de US$ 50 da Motorola tenha um valor abaixo de R$ 500.


Smartphones montados pelo consumidor

Outro assunto tocado pelo diretor-executivo da Motorola, Denis Woodside, foi a personalização dos aparelhos. A empresa, que já oferece lá fora a escolha total das cores e estilo do Moto X por meio do Moto Maker, pode permitir também que seus usuários escolham configurações do aparelho como o tamanho da tela e até mesmo as características técnicas do dispositivo.

“Hoje, é possível ter cores e o início [de escolha] de materiais, mas você não tem o tamanho da tela e as funcionalidades. Vamos trazer tudo isso no próximo ano ou bem próximo”, disse Denis Woodside. Na prática, essa mudança pode dar ao consumidor uma experiência mais próxima de que quando se compra um computador desktop por exemplo. Ou seja, será possível escolher o tamanho do display do telefone, bem como a memória RAM, armazenamento e outros dados técnicos.

Há alguns meses, a Motorola anunciou a criação do Projeto Ara, que tem como objetivo criar uma plataforma para a comercialização de smartphones modulares. Esses dispositivos poderiam ser construídos de acordo com o gosto e necessidades dos consumidores. No entanto, apesar da entrevista do diretor-executivo da empresa, não há nenhuma previsão para que o projeto saia do papel.


#FONTE