•  
     

Misterioso vírus pode manipular computadores através de sons; entenda

Pesquisadores de segurança em computadores do Instituo Fraunhofer, da Alemanha, encontraram evidências da existência de um tipo de malware que é transmitido a partir de caixas de som e microfones sem precisar de acesso à Internet. O vírus está sendo chamado de “badBIOS”, segundo o engenheiro de software Dragos Ruiu que começou a desvendar esse mistério.

Durante algumas semanas após declarações de Ruiu, criou-se um grande debate com gente dizendo que um vírus que se propaga pelo ar era algo impossível. Porém, agora, cientistas alemães conseguiram provar que algo como o "badBIOS" pode realmente existir.


Imagem

As provas da existência desse tipo de malware assustam porque qualquer computador está sujeito a esse tipo de infecção. Todos sabem que programas maliciosos se alastram a partir do uso de pendrives, cartões de memória e outros acessórios de armazenamento infectados ou por meio de acesso a sites e downloads que contenham algum tipo de vírus.

Porém, até hoje, todos os vírus e malwares, desde os mais irritantes que escondem pastas em pendrives aos que destroem o sistema operacional do computador e acessam sua privacidade, eram transmitidos dessas únicas formas.


Sons inaudíveis

A dinâmica de propagação do vírus usada na pesquisa é a seguinte: ele usa as caixas de som e os microfones dos computadores para se propagar. A máquina infectada emite um sinal pelo sistema de som que será captado pelo microfone do próximo sistema a ser infectado. No experimento, foi possível transmitir dados por uma distância de 19 metros entre um computador e outro. Tudo isso a partir de sinais com frequências que são inaudíveis aos ouvidos humanos.

Imagem

Não é por acaso que tudo isso soa tão complexo e sofisticado como uma história de ficção científica. Segundo os pesquisadores, eles perceberam que a transmissão dos dados é muito mais eficiente ao se utilizar um programa especialmente desenvolvido para transmissão acústica debaixo d'água.

Contudo, os cientistas alemães observaram que as taxas de transmissão desse tipo de vírus seriam muito baixas, alcançando picos de apenas 20 bits por segundo. Esse detalhe pode implicar que algo como "badBIOS" não consiga, por exemplo, transmitir um arquivo grande como um vídeo. Mas é suficiente para que senhas e informações sensíveis sejam transmitidas na forma de arquivo de texto.

Embora o vírus seja brilhante, e potencialmente danoso, especialista dizem que não é preciso se preocupar tanto. Segundos os pesquisadores, ele é tão complexo de ser criado que é improvável que seu computador seja infectado por um alvo. E, mesmo que esse novo formato de praga virtual se popularize, desenvolvedores de antivírus não deverão ter dificuldades em criar bloqueios para a emissão de som por parte do seu computador abaixo de determinada frequência, inviabilizando a transmissão.


#FONTE
 
Já pessou soltar um vírus desse na BGS? huehuehuehuehuehuehuehue :lol:
Aqueles pcs de 20mil reais infectados e os caras nem sabem como! 8-)