•  
     

Marvel, Tartarugas Ninjas e The Walking Dead: veja os piores games de 2013

O ano dos games não foi perfeito. Apesar de bons títulos, tivemos também os que decepcionaram, ou seja, aqueles jogos que queremos esquecer. Pensando nisso o TechTudo listou os 10 piores títulos analisados pela equipe e lançados em 2013. Confira:

Imagem


Deadfall Adventures é um jogo de aventura em primeira pessoa que lembra a série Uncharted, da Sony, mas só lembra – e bem de longe. O jogo se afasta da qualidade de seu “concorrente” e oferece uma aventura rasa, com cenários desinteressantes e gráficos piores ainda.

Imagem


Kamen Rider: Battride War era o tipo de jogo que poderia agradar em cheio aos fãs da famosa série japonesa, mas erra em alguns pontos cruciais, que fazem dele apenas um título que varia entre o mediano e ruim. Baseado na saga dos Kamen Riders, o game falha em ser interessante e nem mesmo apresenta o clássico Kamen Rider Black, popular no Brasil.

Imagem


Rise of the Triad é outro que oscila bastante de qualidade, mas que tinha tudo para ser um grande lançamento. Trata-se de uma nova versão do clássico de mesmo nome, mas que não tem o mesmo apelo e charme da versão original. O game não tem bons gráficos e uma jogabilidade bem enferrujada.

Imagem


Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of The Shadows Este sim pode ser considerado um dos piores jogos do ano e o pior game já feito com as Tartarugas Ninja. Teenage Mutant Ninja Turtles: Out of The Shadows foi puro potencial desperdiçado da Activision com os personagens, o que gerou um título ruim, sem expressão e com péssima jogabilidade.

Imagem


Ride to Hell: Retribution Não é todo jogo que leva nota 2, mas também não é todo lançamento em pleno 2013 que mais parece uma aventura saída de 2003. Ride to Hell: Retribution é mais ou menos assim, um game que poderia ser lindo no PlayStation 2, mas que fica extremamente feio na geração que se encerra. E este é apenas um dos problemas que permeiam o título, já que ele tem outros, inúmeros, podemos afirmar.

Imagem


Deadly Premonition: Director’s Cut Deadly Premonition é um game que virou “cult” quando foi lançado no Xbox 360. Apesar de ser feio e ter uma jogabilidade ruim, cheia de bugs, ele gerou uma legião de fãs de forma inexplicável. Prova disso é que rendeu dinheiro o suficiente para ganhar uma versão “remasterizada” no PS3. Bem, este relançamento não salvou o jogo da desgraça, já que ele segue como um dos piores de 2013.

Imagem


Marvel Heroes é um daqueles jogos ruins que “dói no coração”. Um game que contém os heróis dos quadrinhos e filmes Marvel e com jogabilidade de RPG não teria como ser ruim, mas infelizmente é. Quando foi lançado, uma série de problemas o afetou, principalmente em termos de sistema de jogo. Hoje, ele até conta com algumas atualizações que melhoram a experiência, mas a mácula do lançamento foi deixada.

Imagem


The Walking Dead: Survival Instinct A Activision ataca novamente, desta vez aproveitando a onda do outro jogo que se chama “The Walking Dead”, premiado como “Game do ano” em 2012, e também a moda da série de TV. No papel dos irmãos Dixon, o jogador sofreu bastante para encarar este game bugado e extremamente repetitivo, que nada mais era que um FPS sem personalidade.

Imagem


Fist of the North Star: Ken’s Rage 2 A mistura daria um bom jogo: pancadaria e animação japonesa. Mas Fist of the North Star: Ken’s Rage 2 segue o caminho contrário e apresenta um game de gráficos simples e péssima jogabilidade. Além disso, quem não conhece o desenho original dificilmente vai se tornar fã, já que o título não se esforça em contar a história de forma decente.

Imagem


007 Legends Com a intenção de prestar mais uma homenagem ao clássico Goldeneye, a Activision lançou 007 Legends, que relembra não apenas o antigo game, mas também os filmes mais clássicos do agente James Bond, como se fossem vivenciados por Daniel Craig, atual astro que faz o papel do personagem. Porém, tudo falha: gráficos, jogabilidade e multiplayer, os principais pontos deste título de tiro em primeira pessoa fogem do conceito de “interessante”.

Imagem


Fonte
 
de PLAY 2