•  
     

Intel apresenta tecnologia que quer acabar com teclado e mouse no futuro

A Intel apresentou na CES 2014 uma câmera 3D para ser embutida em diversos dispositivos, e o recurso RealSense, que tem como proposta entender os gestos e a voz do usuário, para que cada vez menos precisemos de teclados e mouses ao interagir com a máquina.

A apresentação começou com uma amostra da evolução dos computadores, e as quebras de paradigmas ao longo dos anos. Mooly Eden, showman e vice presidente da Intel, citou a Lei de Moore para mostrar que estamos a beira de uma revolução e compara os processadores atuais com o cérebro humano. "Em doze anos, teremos mais poder de processamento em termos de transístores do que o cérebro humano", disse Eden.


Imagem

Para Eden, o futuro será conectado e intuitivo. Na visão da Intel, celulares e tablets chegaram e se juntaram ao computadores numa revolução que poderá chegar em aparelhos que estarão sempre conectados, com o usuário e com outros dispositivos. Além disso, não precisaremos de manual, bastará chegar e usar o aparelho, sem problemas.

Imagem

Câmera 3D

Depois desse discurso inicial sobre inovação, Eden começou a apresentar, de fato, o que a Intel trouxe de novidade para a CES 2014. A Embebbed Camera 3D, como o nome sugere, é uma câmera 3D, com estrutura bem fina, para ser acoplada aos novos tablets, notebooks e ultrabooks que sairão em breve das fábricas. Antes de trocar de assunto, Eden mostra no telão as várias empresas que já aderiam à nova tecnologia.

Intel RealSense

No segmento de sua apresentação, Mooly Eden abordou o tema computação perceptiva, para demonstrar a tecnologia Intel RealSense. Para a empresa, esta tecnologia tem o poder de reconhecer tudo o que o usuário fizer no ambiente, reconhecendo gestos e voz de forma a criar uma interação natural com o dono do dispositivo. Seria como um "Kinect mais avançado".

Imagem

Em uma das formas de divulgar esta tecnologia, no palco, os olhos da apresentadora foram utilizados para navegar pelo Google Street View, mexendo-os de um lado para outro para revelar as ruas ao seu lado e novos detalhes no mapa.

Logo depois, um assistente de voz chamado Dragon, funciona no Windows assim como a Siri roda no iPhone e o Google Now nos celulares com Android. Na demonstração, o apresentador pediu um tipo de restaurante específico o assistente mostrou o resultado de uma busca no aplicavo do Yelp. Ao pedir para tocar música do Elvis, o Dragon Assistant abriu o Spotify e reproduziu a canção automaticamente.

Antes de encerrar sua conferência na CES, a Intel fez uma longa lista de demonstrações com realidade aumentada, utilizando programas infantis, musicais e games, onde o controle seria a própria mão do usuário.


Imagem

A rigor, nenhuma grande inovação foi apresentada no ramo da tecnologia, pois todos esses recursos já foram usados em outros produtos do mercado. O mérito da Intel está em concentrar tudo isso em um único dispositivo, e ao tentar levar isso tudo para o maior número de lares possível, traçando parcerias com as principais empresas do setor.

#FONTE
 
Como nx Vai joga CS entt kk :3
 
a intel esta se superando cada vez mais , o google tem um dispositivo de que indentifica sua voz para facilitar a busca parecido com este que a intel vai lançar !!
 
Q merda man eo cs como fica ?? kkkkkkkkkkk
 
enquanto cs existir
mouse e teclado forever.