•  
     

Empresa russa lança celular com duas telas

Imagem

A Rússia não tem tradição na produção de smartphones, embora seja um grande e rentável mercado para as maiores fabricantes. Para tentar se projetar, a desenvolvedora de modems Yota Devices aposta num celular diferente e curioso, com duas telas: uma na frente e outra no verso, é claro.

Sediada em Moscou, a companhia lançou o YotaPhone nesta quarta-feira e vai vendê-lo de imediato na Áustria, França, Alemanha e Espanha. Para o ano que vem, o plano é mais ambicioso e prevê exportação para 15 países, entre eles alguns no Oriente Médio.

"Se tivermos acertado, ficaremos felizes pois de dois a três anos todos vão nos copiar", disse o presidente-executivo da Yota, Vlad Martynov, em referência ao ineditismo do primeiro iPhone. A princípio, o celular não deverá chegar aos Estados Unidos, onde a concorrência é mais acirrada.

A tela frontal do YotaPhone é feita de LCD; já a traseira projeta um papel eletrônico, com baixa luminosidade e contraste, semelhante à do leitor digital Kindle. Segundo a empresa, a segunda tela torna mais confortável a leitura rápida de mensagens e notificações das redes sociais, exibe mapas, consome menos bateria e poder ser acessada sem desbloquear o aparelho.


Imagem

Baseado em Android , o smartphone russo é montado na China e em Taiwan e está à venda pelo equivalente a US$ 600. As especificações? O processador é um Spadragon dual-core S4 com clock de 1,7 GHz, memória RAM de 2GB, tela de 4,3 polegadas (resolução de 720p na frontal) e bateria com 1800 mAh. Que tal?



#FONTE