•  
     

Canadá usou Wi-Fi de aeroporto para espionar as pessoas

Imagem

A agência de segurança do Canadá, cuja sigla é CSEC, usou a rede Wi-Fi gratuita do maior aeroporto do país para espionar quem passasse por lá, de acordo com documentos vazados por Edward Snowden e tornados públicos pela CBC News.

Um especialista tido como uma das maiores autoridades sobre cibersegurança no Canadá analisou os documentos e concluiu que a ação foi ilegal. Para Ronald Deibert, nem mesmo o regulamento interno da CSEC permitiria algo assim.

O chefe do órgão, John Forster, recentemente declarou que as atividades de inteligência estrangeira não têm canadenses como alvos, estejam eles dentro ou fora do país. "Como não temos como alvo qualquer um no Canadá", garantiu.

Mas, com essas informações vazadas por Snowden, a CBC News questionou a CSEC novamente, recebendo como resposta que o órgão está incumbido de coletar "sinais de inteligência estrangeiros para proteger o Canadá e os canadenses".

"E, para cumprir esse papel fundamental de inteligência estrangeira para o país, a CSEC está legalmente autorizada a coletar e analisar os metadados", disse. Com isso em mãos é possível descobrir a localização de todos os que ligaram para o telefone grampeado, sem, entretanto, conferir o conteúdo das conversas - o que só é possível com um mandato.


#FONTE