•  
     

Atenção: evite 6 gafes nas redes sociais que podem custar seu emprego

Imagem

As redes sociais já não são mais territórios frequentados apenas por amigos e familiares. Empresas e consultorias de Recursos Humanos recorrem às plataformas para avaliar de que forma as pessoas se comportam fora do ambiente corporativo e como se expõem nesses canais.

De acordo com pesquisa do Instituto-Brasileiro de Relacionamento com o Cliente (IBRIC), realizada com 623 executivos, o acompanhamento das atitudes digitais não se restringe ao processo de seleção, mas se estende durante toda permanência do profissional no cargo. Portanto, zelar pela reputação profissional online deve ser um exercício constante.

A pedido do Olhar Digital, Rafael Souto, CEO da empresa de planejamento de carreira Produtive, elaborou seis dicas que ajudam a evitar deslizes que possam arranhar sua imagem corporativa e, em caso mais grave, custar até seu emprego:


1 – Expor fotos e imagens constrangedoras

Antes de publicar ou compartilhar fotos, avalie o teor desses materiais. Evite postar registros com conteúdo sexual, roupas inadequadas, trajes de banho ou que envolvam bebidas. Por mais que as imagens remetam a momentos pessoais, e que, em tese, nada têm a ver com a sua vida profissional, elas podem levar a interpretações distorcidas, como uma postura superficial e displicente.

2 – Citações negativas à empresa ou ao gestor

Falar mal de colegas, gestores ou da empresa – seja da atual ou não – é uma das atitudes mais prejudiciais que o profissional pode adotar nas redes sociais. Se algo o incomoda, trate a questão diretamente com o seu gestor ou com a área de Recursos Humanos. Jamais exponha assuntos da empresa no ambiente virtual. Além de correr o risco de ser descoberto, sua imagem ainda pode sair arranhada no mercado, fazendo com que você tenha dificuldade de conseguir uma nova colocação futuramente.

3 – Desabafos

Algumas pessoas usam as redes sociais apenas para reclamar – seja do trânsito, da família, do trabalho, da situação financeira, que o time perdeu, etc. O comportamento virtual traduz muito as atitudes que o indivíduo emprega em seu dia a dia. Ninguém gosta de conviver com pessoas negativas e mal-humoradas. Então, afaste-se do pessimismo nas redes.


4 – Erros de português

É comum que as pessoas utilizem uma linguagem mais informal no ambiente on-line. Mas, para preservar a imagem profissional, é fundamental não deixar de lado as normas ortográficas, de pontuação e de conjugação verbal. As empresas estão atentas a seus movimentos virtuais e o fato de não escrever corretamente pode comprometer sua imagem.


5 – Comentários polêmicos

Fugir de assuntos com temáticas polêmicas, como religião, futebol e política é uma das principais recomendações para que as pessoas não se exponham negativamente nas redes. Nesse caso, a atenção deve ser redobrada: de nada adianta não postar este tipo de conteúdo, mas curtir opiniões de terceiros sobre assuntos espinhosos. Lembre-se: as empresas estão atentas a tudo e elas não querem associar sua marca institucional a temas polêmicos e preconceituosos.


6 – Cuidado com os rastros digitais

Antes de publicar, comentar ou curtir algum conteúdo, reflita o quão relevante aquilo pode ser para a sua atuação profissional e, principalmente, quais consequências poderá trazer para a sua carreira. Não se esqueça que você pode não conseguir mais excluir o que postou, já que alguém pode ter compartilhado. Há diversos casos - que se tornaram públicos, inclusive - de profissionais que se posicionaram de forma preconceituosa e totalmente contrária aos valores da empresa em que atuam e que terminaram desligados da corporação.

#FONTE