•  
     

Após roubo, principal site de câmbio de Bitcoin é desativado

Imagem

Entusiastas da Bitcoin pelo mundo todo sofreram um golpe duro nesta terça-feira, 25, quando o site MtGox.com, uma das maiores casas de câmbio, simplesmente fechou e fez com que a maioria de seus usuários perdesse todo o dinheiro que havia investido na criptomoeda.

A página exibe apenas um fundo branco com uma mensagem pouco explicativa sobre o que aconteceu e a conta no Twitter da empresa também foi apagada. No último domingo, Mark Karpeles, executivo da empresa, também deixou a Bitcoin Foundation, grupo sem fins lucrativos que promove a moeda.

A causa parece ter sido uma falha de segurança que causou ao longo de anos, o roubo de 750 mil bitcoins, ou cerca de US$ 300 milhões. Um documento interno vazado revela que o problema poderia causar a falência da MtGox a qualquer momento e pediria uma estratégia de reformulação.

"O dano à percepção do público a essa tecnologia poderia regredir em 5 ou 10 anos e causar que governos reajam de forma rápida e rígida. Com o risco de parecer hiperbólico, isso poderia ser o fim da Bitcoin, pelo menos para o público", revela o documento.

A estratégia para sair deste buraco seria seguir adiante e tentar reduzir as perdas. Para isso, no entanto, seria necessário fechar o site, renomeá-lo para apenas "Gox" e fazer uma mudança na gerência de forma pública. As ações deveriam acontecer a partir do dia 25, exatamente o dia que o site saiu do ar.

Como resultado do fechamento do MtGox, outros grandes sites do ramo de câmbio de Bitcoin (Coinbase, Kraken, Bitstamp, BTC China, Blockchain.info, and Circle) também se manifestaram contra a postura do concorrente por meio de um comunicado em conjunto e pediram ao público que não perdessem a confiança na criptomoeda.

"Há centenas de empresas confiáveis e responsáveis envolvidas com Bitcoin. Como em qualquer indústria nova, há sempre alguns membros malignos que precisam ser eliminados e é o que estamos vendo hoje", revela o comunicado, que tenta confortar o público destes outros sites, afirmando que eles investem em segurança para evitar que outros problemas do tipo aconteçam.


#FONTE