•  
     

Anderson Silva fecha contrato e volta a ser patrocinado pelo Corinthians

Lutador usará o brasão do clube no calção já na revanche contra Weidman,em 28 de dezembro. Novo acordo foi pedido de Andrés Sanchez e Ronaldo

Anderson Silva e Corinthians reataram a parceria que havia sido interrompida antes da derrota do brasileiro para Chris Weidman. O lutador fechou com o clube um novo contrato de um ano, renovável por mais um. O compromisso prevê remuneração mensal, e o uso do brasão do Timão no calção do Spider a partir da revanche contra Weidman, que ocorre no UFC 168, dia 28 de dezembro, em Las Vegas (EUA). A informação foi confirmada pelo Combate.com com a assessoria pessoal do atleta neste sábado.

O acordo foi um pedido de Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, e do ex-jogador Ronaldo Fenômeno, que têm grande influência no clube e são amigos pessoais do ex-campeão dos médios (até 84kg) do Ultimate. A ideia, na verdade, era que o compromisso tivesse sido renovado logo após o encerramento do primeiro contrato, que ocorreu em 31 de maio, mas mudanças na gestão do Timão atrasaram um pouco a negociação. Agora, com mais calma e tempo para negociar, as duas partes entraram em acordo.


Imagem

Ainda segundo a assessoria do Spider, uma das preocupações dele era exatamente essa questão de time. Embora seja corintiano declarado, ele quer evitar a relação entre o MMA e o futebol e faz questão de frisar que é atleta patrocinado não pelo time, mas sim pelo clube, assim como acontece com outras modalidades.

Também existe a possibilidade de a camisa que Anderson usar para entrar no octógono no UFC 168 ter alguma referência ao Corinthians, mas isso ainda será discutido. Quanto ao CT de MMA do clube, é certo que o Spider não fará treinos lá este ano, enquanto estiver se preparando para a revanche contra Weidman. No ano que vem ele deve voltar a frequentar o local, que inclusive é liderado por seu treinador principal, o especialista em jiu-jítsu Ramon Lemos.

O Corinthians anunciou a contratação de Anderson Silva em agosto de 2011. Em outubro do mesmo ano, o clube inaugurou uma academia voltada às lutas no valor aproximado de R$ 120 mil. Sob contrato, o Spider disputou três lutas e venceu todas, contra Yushin Okami, Chael Sonnen e Stephan Bonnar. Na última, sem o patrocínio do Timão, perdeu para Weidman.


#FONTE