•  
     

7 truques para manter o foco no trabalho ou estudos!

Esteja você estudando ou trabalhando, uma coisa é certa: a tecnologia vai atrapalhar a sua concentração. Aprenda algumas dicas que ajudam a driblar essa dificuldade.

Imagem


Trabalhar ou estudar na era da internet pode ser um grande desafio para alguns, já que notificações são o que não faltam: SMS no celular, mensagem no MSN, recado no mural do Facebook e até o aviso de que seu amigo acabou de fazer uma jogada em algum game online qualquer.

Esteja você no ensino médio ou metido em um escritório tentando fechar o relatório da semana, existem algumas dicas que podem ajudar a manter a concentração na hora de encarar suas tarefas. E já que o assunto aqui é o foco, chega de enrolação e vamos à lista de conselhos levantados pela CNET.

1. Use fones de ouvido
Essa é uma dica especial para aqueles que trabalham com pessoas faladeiras ao redor. Além de ajudar a diminuir o ruído, a presença dos fones em seus ouvidos evitará que interrompam a sua tarefa com assuntos sem importância. Lembre-se, é claro, de encontrar a música certa para o seu trabalho, ou seja, que não o distraia tanto quanto a conversa dos colegas.


Imagem


Além disso, essa técnica pode ser usada até mesmo por quem trabalha sozinho. Usar fones de ouvido pode ajudar a criar a sensação de que o espaço ao redor foi reduzido e ajudará a manter o seu foco no que está à sua frente. E caso a música esteja atrapalhando, experimente ruído branco ou até mesmo deixe os fones desligados, caso se sinta melhor assim.

2. Desligue o que não é importante
A não ser que você esteja com um parente no hospital ou esperando uma ligação muito importante, recomendamos que você desligue o telefone fixo e o celular. Vá além e elimine, por alguns minutos, o acesso a redes sociais, email e comunicadores instantâneos, como o MSN.


Imagem


3. Descubra o que consome o seu tempo
Uma das formas de ser mais produtivo é tentar descobrir o que consome tanto o seu tempo e, a partir disso, mudar seus hábitos. Uma das ferramentas indicadas para essa função é a RescueTime, capaz de monitorar quais aplicativos e sites você mais usa. E não precisa se preocupar: as informações são particulares e só você tem acesso a elas. Além disso, pode ser que você descubra que os seus acessos ao Twitter não sejam tão preocupantes quanto você pensava.

4. Bloqueie sites que tirem sua concentração
É fácil dizer que basta fechar as abas com o Facebook e outros serviços para aumentar sua produtividade, mas poucos possuem autocontrole suficiente para não acessar essas páginas novamente. Por isso, talvez o ideal seja mesmo encontrar uma forma de bloqueá-las temporariamente.

5. Computador ou desktop exclusivo para o trabalho
Sabemos que dinheiro não cai do céu, mas, se você puder, compre um computador para ser usado apenas para o trabalho ou estudo. Nessa máquina, você não poderá instalar aqueles joguinhos que tanto gosta ou os inutilitários que o fazem rir. A ideia é ter um ambiente voltado apenas para os seus momentos de concentração.

Quem não puder adquirir uma nova máquina pode tentar simular a situação com as diferentes áreas de trabalho que os sistemas operacionais mais modernos podem fornecer. No Mac OS X, por exemplo, o consumidor possui o Mission Control instalado por padrão, software que permite visualizar, rapidamente, não apenas os aplicativos que estão em execução, mas também os outros desktops ativos no momento.

Quem usa Windows pode recorrer a programas como o Dexpot, que leva alguns desses recursos de múltiplos desktops para o sistema da Microsoft.

6. Tenha mais de uma conta de usuário
Outro truque sugerido é fazer o logout da sua conta de usuário do sistema e, depois, acessá-lo usando a conta de convidado (guest). Dessa forma, você não terá nem metade das distrações que costuma ter, já que não haverá serviços configurados com seus perfis.

7. Estipule um sistema de recompensa
Esta é uma dica perigosa, mas que pode funcionar com algumas pessoas: tente estabelecer um sistema de recompensa para quando você trabalhar direito. Como exemplo, você pode se dar ao luxo de acessar seu email ou perfil no Facebook durante 10 minutos depois de ter trabalhado por uma hora ininterruptamente.


Imagem


É claro que, dependendo da sua situação, você não precisa ser tão rígido com essas marcas de tempo e pode, por exemplo, conceder esses minutos de descanso depois de 40 ou 50 minutos de trabalho. Mas nunca deixe esse tempo curto demais. Se começar a perceber que o trabalho está perdendo espaço para a recompensa, esse método não é para você.

Fonte: CNET